A fraldinha e seus segredos

Quem gosta de churrasco sabe: a Fraldinha Swift Maturatta é uma das carnes mais saborosas de se preparar na churrasqueira. Macia, com pouca gordura e vizinha do filé mignon, é uma peça que até pouco tempo atrás não aparecia tanto na grelha, pois era considerada de segunda qualidade. Ainda bem que, com o passar do tempo, foram descobertas todas as suas maravilhosas características e, claro, observada a melhor forma de prepará-la, já que é cheia de segredos.

A forma correta de se assar uma fraldinha

(para cinco pessoas)

Ingredientes:

– 1 Fraldinha Swift Maturatta (1,5 kg)

– Sal grosso triturado a gosto

Modo de preparo:

Antes de tudo, prepare o fogo da churrasqueira. Como a fraldinha deve ser assada em duas etapas, a cama de brasas deve ser moderada, não havendo nunca labaredas que entrem em contato direto com a carne.

Fraldinha Swift Maturatta deve ser assada no espeto, já que por não ser um músculo, costuma ficar irregular quando preparada na grelha. Antes de levá-la ao fogo, tempere com sal grosso moído e deixe descansando por cinco minutos, próximo à churrasqueira. O calor fará com que os minúsculos cristais de sal derretam e temperem a carne no ponto certo.

Churrasqueira acesa, carne no espeto e temperada. Hora de tudo isso ir pra brasa!

A fraldinha deve ser assada primeiro na parte inferior da churrasqueira, a 15 cm da brasa, por 4 minutos de cada lado. Assim você irá “selar” a carne, ou seja, tostá-la rapidamente por fora impedindo que seus sucos naturais saiam durante o cozimento. Depois desse tempo, a carne deve ser elevada a 40 cm da brasa, deixando que asse tranquilamente por 45 minutos. Após esse período, ela estará no ponto e no melhor momento de ser cortada e saboreada.

Fonte: http://churrasqueiromaturatta.blogspot.com.br/2011/11/fraldinha-e-seus-segredos.html

A maminha faz parte do seu churrasco?

Diferentemente da Fraldinha Swift Maturatta, de que já falamos por aqui, a Maminha Swift Maturatta é uma carne bastante particular. Considerada a parte mais macia da alcatra, próxima do fim da ponta da agulha, é um pouco menor que as outras peças, tem uma fina capa de gordura e um sabor mais suave que os outros cortes, já que fica em uma região pouco irrigada.

Preparada da maneira correta, como manda o figurino, ela fica muito saborosa. Você só vai precisar ter atenção a alguns detalhes.

A melhor forma de assar uma maminha

(para 4 pessoas)

Ingredientes:

– 1 peça de Maminha Swift Maturatta

– Sal grosso

Modo de preparo:

Antes de preparar a carne, a brasa da churrasqueira deve estar no ponto certo. Não deve ter labaredas, que só queimam a carne e não a cozinham por igual, mas sim uma cama de brasas média/forte. Uma boa técnica é ficar com a mão a 30 cm da cama de brasa e contar até 5. Se você sentir que sua mão está ficando quente demais antes de chegar ao 5, a brasa está no ponto certo.

Com a brasa acesa, comece a preparar a carne. Faça pequenos cortes na gordura para permitir que o sal penetre melhor na peça e a cubra com um punhado de sal grosso, massageando a carne com cuidado, nunca batendo nela. Depois de temperada, a carne deve ficar 5 minutos descansando ao lado da churrasqueira, num lugar quentinho mas longe da brasa em si. Assim, o sal irá derreter lentamente com o calor da churrasqueira, temperando-a no ponto certo.

Com tudo pronto, é hora de assar. A maminha nunca deve ser preparada no espeto, e sim na grelha, que deve estar a 40 cm de altura da brasa. Primeiro asse o lado da carne, deixando a gordura para o lado de cima da peça. Quando a carne estiver no seu ponto do coração, que já ensinamos a você por aqui, vire a peça e asse o lado da gordura. Quando estiver no seu ponto, retire e sirva imediatamente, cortando sempre no sentido contrário das fibras. Assim, a maminha ficará ainda mais macia.

Fonte: http://churrasqueiromaturatta.blogspot.com.br/2011/12/maminha-faz-parte-do-seu-churrasco.html

Como fazer churrasco de maminha com alho na manteiga

A maminha é um corte interessante para o churrasco, pois tem um sabor suave, é suculenta quando bem feita, e pode ser comprada por valores menores que uma picanha, por exemplo.

Assim, você pode servir a maminha como o corte principal do seu churrasco sem problema algum. E para servir uma carne ainda mais gostosa, você pode fazer essa maminha com alho na manteiga, como iremos ensinar agora.

Para fazer a nossa receita de churrasco de maminha com alho na manteiga, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 1 peça de maminha com cerca de 1,5 kg
  • 5 dentes de alho moídos
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • Sal grosso a gosto

O preparo não podia ser mais simples. Após retirar a carne da embalagem a vácuo, deixe-a descansando em frente ao fogo por cerca de 10 minutos.

Passado esse tempo, vamos assar a peça inteira. Para isso, você pode usar um espeto ou fazê-la na grelha.

Caso use um espeto, antes de furar a carne, deixe-o sobre o fogo por alguns minutos para ficar quente. Dessa forma, ao espetar a carne, ele irá selar ao mesmo tempo, evitando que muito suco escorra e ela fique seca.

Se você fizer na grelha, não precisa se preocupar com isso. De qualquer maneira, tempere com sal grosso e leve à churrasqueira a 15 cm da brasa – o objetivo é apenas selar a carne, não cozinhá-la por completo.

Vá virando para selar a peça por completo. Quando isso acontecer, retire-a do fogo, deixe descansar por 5 minutos e corte em fatias finas com cerca de 2 cm de espessura.

Leve toda as fatias de volta à grelha, salpicando com apenas um pouco de sal grosso cada uma. Assim que brotar sangue na parte superior de cada bife de maminha, vire e deixe assar o lado oposto pelo mesmo tempo. 

Nesse momento, se desejar, você pode salpicar apenas algumas folhas de alecrim sobre a carne. Cuide para não colocar demais, pois o alecrim tem um sabor muito forte e marcante.

Após virar, enquanto você espera a carne finalizar, vamos preparar o alho na manteiga. Em uma panela ou frigideira, refogue os 5 dentes de alho moídos ou picados bem pequenos.

Quando o alho estiver refogado, o que não deve levar mais que 2 ou 3 minutos, coloque 3 colheres de sopa de manteiga para derreter e misturar ao alho. Salgue a gosto e jogue sobre a maminha assim que a retirar do fogo, servindo ainda quente.

Bom apetite e bom churrasco!

Fonte: http://portal.minervafoods.com/minerva/blog/post/como-fazer-churrasco-de-maminha-com-alho-na-manteiga

Como assar costela na churrasqueira

Quem nunca fez aquele churrasco, dias das mães, dos pais, natal fim de ano ou comemorações de aniversários ou até quando seu time do coração esta em uma final de campeonato. É uma correria só em busca daquelas melhores carnes para fazer aquele churrasco saboroso.

Instruções:
Ingredientes: 

-Uma peça de costela de 2,5 a 3 kg 

-Sal grosso a gosto 

-1 cebola grande cortadas em rodelas 

-Papel celofane 

-Barbante para amarrar 

Modo de preparo:

Coloque a costela sobre uma tábua de carne em cima de pia de cozinha e fure em toda a costela até que atinja o osso. Tempere com sal grosso a gosto. Espete a costela em espeto próprio para costela. Enrole com papel celofane use aquele de folha dupla por ser mais resistente. Amarre a costela com barbante nas duas pontas do espeto, leve para a churrasqueira e coloque sua costela para assar, vá virando a costela para que não queime observe que o papel vai ficar borbulhando até que chegue o momento que toda a água irá secar então tire o papel celofane deixe mais alguns minutos para assar mais um pouco sua costela, pronto já pode servir.

Churrasco bom não precisa de muita coisa. Precisa de uma carne de qualidade, sal grosso e uma boa cerveja para acompanhar. Muitas carnes podem fazer de seu churrasco,como uma peça de picanha completa que vem acompanha de picanha e maminha, compre também uma boa linguiça, asas de frango também são muito bem vistas e faz parte de quase todos os churrascos.

Muitas perguntas são feitas e uma delas é quanta carne comprar para um churrasco existe uma maneira de calcular bem simples primeiro é saber o número de pessoas que vão participar deste churrasco. O ideal para calcular é 400g por pessoa adulta um cálculo que depende muito do que você irá servir.

Acompanhamentos para um churrasco são o ideal enquanto sua carne está na churrasqueira um vinagrete, uma salada de maionese, uma farofa salgado e um doce, um arroz e algumas variações de acordo com seu gosto. 

Muitas carnes são muito demoradas de ser assadas por isso devem ficar um maior tempo na churrasqueira são carnes como os cupins, costela ponta de agulha, estas carnes devem ser envolvidas por papel alumínio ou papel celofane. Muitas outras são ótimas para churrasco como picanha, contra-filé, miolo do alcatra, cupim e a tradicional costela que são o ponto forte dos gaúchos.

Como fazer picanha no forno

A picanha é paixão nacional e a estrela do churrasco, mas nem sempre temos uma churrasqueira e tempo à disposição. Mas isso está longe de ser um impedimento para quem quer apreciar uma carne assada macia, saborosa e suculenta em casa. 

Assim, vamos apresentar aqui duas receitas que você pode fazer para apreciar uma deliciosa picanha assada no forno. A primeira é mais elaborada e a segunda mais simples, mas ambas são ótimas escolhas.

1. Picanha Assada com Batatas e Molho de Vinho

Para essa receita, você irá precisar de uma peça de picanha, duas xícaras de vinho tinto seco (ou se preferir um molho mais adocicado, vinho tinto suave), quatro tabletes de caldo de carne, uma colher de sopa de maisena, 500 gramas de batata bolinha descascada e tempo para marinar e assar a carne.

O primeiro passo é esquentar o vinho em uma panela com os tabletes de carne até dissolvê-los. Assim que os tabletes estiverem dissolvidos, coloque a picanha em um recepiente (de preferência de vidro) e regue com o vinho.

Leve o recepiente à geladeira e deixe marinar – para isso, basta fechar o recepiente com filme plástico ou tampa e deixar na geladeira. Após uma hora na geladeira, vire a picanha dentro da marinada.

Após duas horas, retire a picanha da geladeira, coloque-a em uma assadeira e regue novamente com o líquido da marinada. Cubra com papel-alumínio e asse por duas horas em forno pré-aquecido em temperatura média (180ºC).

Passadas duas horas, retire o papel-alumínio, disponha as batatas ao redor da carne e volte a assar. Quando as batatas estiverem douradas e macias, separe-as junto com a carne para servir e coloque todo o molho da assadeira em uma panela.

Dissolva a maisena em uma xícara de água e adicione ao molho, mexendo em fogo baixo até engrossar. Depois, basta servir a picanha e as batatas regadas com esse molho, sendo uma opção servir a carne já fatiada para absorver ainda mais o sabor do molho.

2. Picanha ao Forno no Sal Grosso

Para essa receita, você vai precisar de uma peça de picanha, sal grosso, e se desejar, um pouco de manteiga.

Com uma faca bem afiada, faça cortes na gordura da picanha de forma, primeiro em uma direção e depois em outra para formar um quadriculado. Depois, cubra uma assadeira com sal grosso para criar uma cama e posicione a picanha com a gordura virada para cima sobre ela.

Largue um pouco mais de sal grosso sobre a picanha esfregando para entrar em contato com a gordura. Feche a assadeira com papel-alumínio e leve a forno pré-aquecido em 220ºC por 45 minutos até 01 hora – quanto menos tempo, mais vermelinha a carne estará por dentro.

Retire então do forno e limpe o sal grosso de cima da carne e retorne ao forno até dourar a gordura, o que deve levar cerca de 30 minutos. Se desejar, nesse momento que retirar o sal grosso, você pode soltar alguns pedacinhos de manteiga sobre a gordura para dar um toque especial à sua picanha.

E pronto, assim que a gordura estiver dourada, a picanha está pronta e você pode servi-la com os acompanhamentos que desejar. Arroz, salada verde e de batatas são sempre boas pedidas.

Também recomendamos esperar pelo menos cinco minutos após retirar a picanha para cortá-la. Fazendo isso, o “suco” da carne se assenta dentro dela e você não irá perder suculência ao fatiá-la!

Fonte:http://portal.minervafoods.com/minerva/blog/post/como-fazer-picanha-no-forno

Como fazer o churrasco de picanha perfeito

Como fazer o churrasco de picanha perfeito

A picanha é a estrela do churrasco brasileiro, a carne que todos esperam enquanto fingem gostar da saladinha e do salsichão. Brincadeira, brincadeira! Nós também gostamos muito de salsichão e temos uma linha ótima de embutidos.

Assim, vamos te ensinar a fazer o churrasco de picanha perfeito. E se você quiser fazer picanha no forno, nós já ensinamos também!

O primeiro passo para fazer o melhor churrasco de picanha da sua vida é escolher a carne perfeita. Esse passo é essencial, pois se você comprar uma picanha que tenha coxão duro, que não tenha sido bem manipulada e limpa, que não tenha uma boa capa de gordura, não há assador ou assadora que salve a carne de decepcionar na mesa.

Siga essas dicas para escolher a melhor picanha para o seu churrasco:

A altura da picanha

A sua picanha não pode ser baixinha, pois isso mostra que ela vem de um animal mal-alimentado e não será macia e suculenta após assar.Escolha uma picanha que tenha de 4 a 5 centímetros de altura, o que dá cerca de dois ou três dedos.

A picanha deve estar limpa

A boa picanha deve ter carne e uma boa capa de gordura, nada mais. A picanha fica junto ao coxão duro que deve ser retirado acima da terceira veia da peça e ser limpa de todos nervos que são intragáveis para o consumo. Em contrapartida, ela também não deve estar cheia de buracos feitos por algum profissional que não soube retirar os nervos corretamente.

A picanha deve ter uma capa de gordura

Muita gente não gosta de carne com gordura, mas ela é fundamental para ter uma picanha macia e suculenta, pois os sucos da gordura escorrem pela picanha enquanto ela assa, tornando-a mais saborosa e macia – aí, se alguém não gostar da gordura, basta comer somente a carne e tirá-la no prato, né?

Assim, a gordura da picanha perfeita é uniforme, sem falhas e buracos, com pelo menos 1 centímetro de altura, branca ou de um amarelinho fracopálido. Se a gordura tiver uma coloração muito amarela, quase como uma gema de ovo, não compre, pois a carne será dura.

Para garantir que você terá a melhor picanha para o seu churrasco, nós temos opções de picanha grill e picanha maturada da nossa linha Grill.

Veja que se você comprar uma picanha maturada e embalada à vácuo, a cor da carne pode ser mais amarronzado, mas como já explicamos neste post, isso não é um problema, bem pelo contrário!

A picanha pode ser assada de três maneiras

Fazê-la como peça inteira e cortá-la somente após estar pronta há uma distância de cerca de 40 centímetros do fogo, um processo que irá levar em torno de 40 minutos para uma carne no ponto para mal passada. Dessa forma, se você busca uma picanha mais no ponto, deixe um pouco mais de tempo, mas recomendamos que não a faça bem passada, pois ela irá perder a sua suculência e maciez.

Se você for fazer a peça inteira, sugerimos fazer cortes na gordura em uma direção e outros cortes em outra, como se estivesse fazendo retalhos, mas bem finos. Isso irá ajudar a picanha a absorver melhor o sal e o suco da gordura, tornando-a mais saborosa e macia.

Para salgá-la, use sal grosso massageando ao redor de toda a picanha, inclusive do lado da gordura e deixe a carne descando por cerca de 5 minutos próxima à churrasqueira, não mais do que isso para não desidratá-la.

Na hora de colocar na churrasqueira, retire boa parte do sal, pois ela já estará salgada o suficiente e asse sempre com a gordura virada para cima, virando a gordura para baixo para dourar apenas quando ela estiver assada por cerca de 10 até 15 minutos.

Depois, na hora de servir, retire a peça inteira e espere cerca de 5 minutos antes de fatiá-la em cortes transversais às fibras para que o suco da picanha desça de forma uniforme por toda a carne.

Outra forma é cortá-la para o espeto de forma que a gordura fique para o lado de fora, como nessa bela imagem:

Para cortar a picanha, busque fatiá-la de forma transversal às fibras com pelo menos três centímetros de espessura. Para salgá-la, use sal grosso triturado e coloque sal de ambos os lados da carne, mas sem esfregar.

Para assar dessa maneira, sele a carne colocando o espeto a cerca de 20 cm do fogo por alguns minutos para cada lado da carne e depois levante para cerca de 40 centímetros assando até o seu ponto desejado.

E por fim, você também pode fatiar bifes da picanha com cerca de três centímetros de espessura e grelhar. Dessa forma, a grelha deve estar há cerca de 20 cm da brasa e será grelhada rapidamente, levando algo como 8 minutos para cada lado da picanha para chegar ao ponto para mal passado, lembrando que você deve virar a carne sem furá-la, senão você irá perder o suco. Para salgar, também use sal grosso triturado.

Fonte:http://portal.minervafoods.com/minerva/blog/post/como-fazer-o-churrasco-de-picanha-perfeito

Como fazer um churrasco

Quando pensamos em churrasco, logo vem à mente a festa, a reunião da família e dos amigos. E para fazer um bom churrasco é preciso, em primeiro lugar, fazer um planejamento. Afinal, ninguém quer comprar excesso de comida que vai sobrar por semanas ou comprar pouca quantidade e deixar os convidados querendo mais, não é mesmo? Portanto, para te ajudar a resolver esse problema e, claro, a preparar um delicioso churrasco, preparamos algumas dicas infalíveis. Veja:

Dicas para um bom churrasco

– Os cálculos mais comuns indicam cerca de 400g de carne para cada homem e 300g para cada mulher. Crianças consomem cerca de 150g.

– Compre carnes somente em estabelecimentos confiáveis e atente-se à aparência: a cor deve ser vermelho-brilhante e a textura marmorizada.

– A carne de frango leva mais tempo para chegar ao ponto. Por isso, coloque logo no início do churrasco e deixe assar bem. Não consuma carne de frango malpassada.

– Evite carne congelada, pois elas perdem no sabor. Mas se não tiver jeito, descongele na geladeira, na véspera.

Thinkstock/Getty Images

Escolher e preparar os principais cortes

Uma dúvida muito comum na hora de preparar um churrasco é a escolha da carne. As mais consumidas são a picanha, a costela, a maminha, a alcatra e a fraldinha. Conheça as principais diferenças e o melhor preparo de cada tipo!

Picanha: é fácil reconhecer por causa da camada de gordura que envolve a peça e também por seu formato triangular. É a capa de gordura que garante maciez e sabor à carne, por isso, não a retire. Ideal para ser assada no espeto, em postas grossas. Deve pesar no máximo 1,5kg. Peças mais pesadas trazem junto um pedaço de coxão duro. O ponto certo é o malpassado ou ao ponto.

Alcatra: vai muito bem assada em cubos (espetinhos) ou em bifes, mas também pode ir inteira ao espeto. Retire o excesso de gordura para dar um melhor formato à peça.

Maminha: pode ser confundida com a picanha, já que também possui formato triangular. No entanto, não apresenta a capa de gordura em nenhum dos lados. Pode ser assada inteira no espeto ou na grelha.

Fraldinha: limpe bem a peça antes de assar porque é uma carne com muitas gorduras e nervos. Asse no espeto ou corte em tiras grossas e asse na grelha.

Costela: leve a costela à churrasqueira com o lado do osso para baixo. Quando esta parte estiver bem assada, vire para o outro lado. O tempo de cozimento é mais longo, cerca de 6 ou 7 horas. A dica é embrulhar em papel-alumínio ou celofane para que fique mais macia e molhadinha. Retire o papel para dar uma douradinha e sirva!

Temperar e amaciar

– Para cortes de segunda ou com nervuras, você pode usar o amaciante em pó, encontrado facilmente nos supermercados. Outra dica é temperar a carne com suco de abacaxi.

– O tempero básico é o sal grosso. E ele deve ser colocado cerca de 30 minutos antes de levar a carne ao fogo. Polvilhe a carne (peça ou bifes) com o sal e leve ao fogo, seja na grelha, no espeto ou no bafo. Não salgue a carne de churrasco com sal fino, pois ela poderá ficar muito salgada.

– Ao assar frango com pele, pincele de vez em quando com uma mistura de mostarda com azeite. O sabor fica ótimo!

– O peixe pode ser temperado com limão e tempero tipo Fondor®. Depois de assado, coloque sobre ele um vinagrete bem temperadinho.

Acendendo a churrasqueira

Para lidar com o fogo é preciso uma dose extra de atenção. Muitas vezes os acidentes ocorrem com os churrasqueiros mais experientes, já que uma simples fagulha pode ser responsável por uma explosão. Por isso, na hora de acender o fogo, nunca utilize produtos tóxicos como a gasolina ou o querosene. Esses produtos contém toxinas que serão transmitidas às carnes no momento em que estiverem sendo assadas.

Uma técnica comum e muito fácil de fazer é umedecer um pão duro com álcool e colocá-lo no centro da churrasqueira, rodeado pelo carvão. Depois é só arremessar um palito de fósforo aceso e a chama será acesa com segurança. Depois, coloque alguns pedaços de carvão sobre o pão, deixando espaços para que o ar possa chegar até a chama, já que o fogo precisa do oxigênio para se manter aceso. Se não tiver pão duro em casa, a mesma técnica pode ser usada com a ajuda de uma latinha cortada ao meio com álcool dentro. Outra opção é o acendedor elétrico disponível no mercado.

Vale lembrar que, antes de colocar a carne para assar, é preciso esperar a brasa se firmar com uma temperatura elevada, sem chamas ou fumaça. Assim, é possível ter mais controle sobre a carne que está sendo assada. Esse processo pode demorar de 30 a 40 minutos.

Texto: Patrícia Ariosi e Patrícia Cestari

Fonte: http://revistacasalinda.com.br/tem-visita/saiba-como-fazer-um-bom-churrasco/